Curiando Curiando fotos Curiando videos  


Gelatina e geléia de mocotó ajudam a repor o colágeno?


11/09/2013 15:39



O colágeno é produzida naturalmente no nosso organismo, entretanto com o passar da idade a deficiência de colágeno começa a ser notada. Percebemos assim a diminuição da elasticidade da pele e o aumento da fragilidade de articulações e ossos.

O envelhecimento da pele é notado graças a perda de elasticidade e luminosidade, surgindo as rugas e a flacidez. Varios são os fatores que levam ao envelhecimento desse órgão. O estresse, o fumo, a radiação solar, influenciam e aceleram o envelhecimento da pele, dando-lhe um aspecto manchado, aspero e rugoso.

As principais alterações sofrida na pele são quanto ao tecido conjuntivo, que atua como alicerce estrutural para epiderme. As modificações na estrutura do colágeno ao longo da vida, levando a alterações na espessura da pele e suas propriedade viscoelásticas (firmeza). As fibras elasticas constituintes da pele se rompem ou afrouxam-se com o passar da idade, ainda há diminuição das fibras colágeno.

Para retarda os efeitos do envelhecimento alguams pessoas se utilizam da alimentação. Consomem, então, produtos que acreditam ter o poder de reestabelecer o colágeno perido com o tempo.

Alimentos que contém o colágeno podem ser hidrolisados de formar a ser precursor de novo colágeno. Entretanto, o colágeno não é uma boa fonte de proteínas, uma vez que não oferece todos os aminoácidos essenciais para uma boa nutrição de acordo com o padrão FAO.

GELATINA:

A gelatina comercial é um produto protéico solúvel em água quente, obtida por meio de hidrolise parcial do colágeno com ácido ou álcali diluído. A diferença entre as gelatinas comerciais são as propriedade químicas e físicas, podendo variar em composição e seqüência aminoácidica das cadeias polipeptídicas, quanto ao ponto isoelétrico e massa molecular. O componente de maior concentração na gelatina é a proteína, variando entre 83 e 90,8%.

Entretanto, o colágeno, proteína em abundancia na gelatina, é deficiente em todos os aminoácidos essenciais, principalmente em triptofano, cisteína e metionina, em relação ao padrão da FAO / WHO para pré-escolares. Contudo, ao considerar-se o perfil de aminoácidos essenciais recomendado para adultos, apenas a histidina permanece limitante na mistura. Pelo fato dos aminoácidos sulfurados e do triptofano serem essencialmente inexistentes na gelatina, o escore de aminoácidos essenciais (EAE) para a gelatina é zero.

Portanto, a gelatina é incapaz de promover crescimento em crianças e de manter o balanço nitrogenado em adultos. Embora a gelatina não apresente composição adequada para promover crescimento e manter o balanço de nitrogênio no organismo, seu perfil atípico de aminoácidos estimula a síntese de colágeno nas cartilagens e na matriz extracelular de outros tecidos.

GÉLEIA DE MOCOTÓ

A geléia de mocotó é feita a partir do extrato protéico bovino retirado do tutano do osso do boi. A geléia é feita adicionando açúcar e outros ingredientes. É um produto de coloração marrom, textura geleificada firme, com sabor e odor característicos.Pelo seu modo de elaboração e características organolépticas é comum acreditar-se que as geléias de mocotó são ricas em proteínas. Entretanto o produto apresenta baixo teor protéico, sendo mais representativo em sua constituição a quantidade de carboidratos. Sua principal utilização é para fins energéticos.

A geléia de mocotó é fonte energia além de ser fonte de vitaminas antioxidantes que previnem o envelhecimento e doenças como câncer, sendo elas a vitamina A, D, E e K. O mocotó ainda presenta em sua constituição minerais como o zinco, que apresenta ação no desenvolvimento e melhoramento do sistema nervoso central.




Fonte: http://nutrimos.wordpress.com/2010/08/30/gelatina-e-geleia-de-mocoto-ajudam-a-repor-o-colageno/





































Curiando
CURIANDO © 2013 - Um mundo de curiosidades.